quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Nem tanto montegro...


“Fico triste ao receber essa notícia horrível. É uma forma de tirar o Botafogo da luta por uma vaga no G4 - resumiu Montenegro ao site Justica Desportiva”.










Se o Botafogo não for para Libertadores a culpa não é do STJD. Tudo bem a punição fugiu dos padrões , mas não foi o STJD que fez o Glorioso empatar com Náutico, Vasco, Fluminense e perder para Lusa. Então dirigente falastrão não venha tapar o sol com a peneira, se o Bota não for para Libertadores é por incompetência.

2 comentários:

Fernando Gonzaga 16 de outubro de 2008 10:57  

o montenegro é um exagerado todo mundo sabe disso, mas em parte ele tem razão...esse campeonato forjado para os paulistas vencerem....o STJD é incoerente e sempre prejudica os rivas das equipes paulista e nós botafoguenses, estamos neste bolo...

CONFRARIA DOS FALSOS CANALHAS 16 de outubro de 2008 12:46  

CBFla, Maracanã “vazio”, STJD & Amarildo (...)

Quando do jogo da seleção do Teixeira no Engenhão fiquei muito revoltado com a irresponsável campanha repercutida na mídia de desmoralização e nosso estádio.
Não conseguia entender como uma grande obra extensamente reverenciada, por estes mesmo veículos de comunicação e pelos mesmos dirigentes, havia em praticamente um ano se transformado em um “elefante (preto e) branco”. Somente disputas políticas e rivalidades clubísticas me davam alguma explicação a isso.
Mas, quando agora do novo jogo deste mesmo selecionado algumas coisas, que me pareciam saídas mais do ramo da teoria da conspiração, se tornaram mais concretas é que pude perceber como nada disso foi (e continua sendo) feito de graça.
Primeiro: a cobertura dada a este segundo jogo em nada se comparou ao do anterior. Frieza do público? Baixa procura? Time ruim? Adversário fraco? Valor dos preços? Distribuição de ingressos? Nada disso, o público (um pouco mais de 50 mil) foi bom! Apesar de ser um meio-feriado pelo dia dos professores, os ingressos estarem mais baratos (quase metade!), 20 mil ingressos gratuitos foram distribuídos, etc e tal. RESULTADO: O problema do primeiro jogo foi ter sido no estádio do botafogo! Já os resultados dos jogos foram idênticos: zero a zero, péssimo futebol do time (?) de amarelo, vaias no técnico (?) e apoio irônico ao adversário ...
Segundo: Como já tem sido praxe, faltando poucas rodadas para o término do campeonato brasileiro inúmeros casos importantes foram parar na justiça (?) desportiva. E não por acaso situações envolvendo os clubes que estão na disputa fatricida pelo título e/ou pelas vagas na Taça Libertadores 2009. O revoltante é que ao compararmos sentenças proferidas anteriormente, por esta mesma justiça (?) e neste mesmo torneio, com as sentenças recentemente deliberadas percebemos duas coisas: a) uma vergonhosa falta de critérios para casos semelhantes, b) um factual favorecimento a determinadas agremiações e c) um explícito desfavorecimento de determinados clubes. Infelizmente, por vários motivos, o Botafogo se enquadra no caso C. Ainda mais irritante foi a intensa campanha da mídia selecionando e pautando as situações que deveriam ser levadas ao tribunal.
E por fim, a VERGONHOSA BARRAÇÃO DO AMARILDO NO MARACA! De tudo que aconteceu, entendo que esta talvez seja a mais vexatória de todas. Não só pelo riso irritante do assessor (?) de imprensa da CBFla, mas principalmente pelo rídiculo de uma entidade de peso internacional em um dos mais tradicionais estádios do mundo não conseguir evitar um constrangimento destes. Confesso que desconheço a atual situação do Amarildo, de suas relações com a ‘cópula’ da entidade e etc, mas também entendo que isto é algo que jamais deveria ocorrer, especialmente quando na véspera a CBFla (tentando fazer média com a galera) homenageou dois jogadores que (ainda) nada de relevante fizeram pelo futebol brasileiro ou pelo Maracanã. O drible do Robinho foi fenomenal e merede a homenagem, mas quantos, tão fenomenais ou mais que esse, já aconteceram no Maraca e também mereciam placas, inclusive que resultaram em gols diretos? E o Kaká, eu não lembro de nenhuma partida memorável dele no estádio, foi campeão do mundo na reserva em 2002 e em 2006 foi bem mas fracassou com aquele bando de marrentos do Parreira.
Infelizmente a única conclusão que tenho conseguido extrair da soma destes fatos (e de outros) é de que somos sim um empecilho para a máfia instalada no futebol brasileiro. Nosso reerguimento prejudica o status quo, prejudica a hegemonia acordada entre dirigentes da CBFla e de determinadas agremiações e federações.
Será que se o Engenhão pertencesse ao Fla o tratamento teria sido o mesmo? Será que se o Toró tivesse no lugar do CA e do JH teria tido a mesma punição? Será que se fosse o Rondinelli ele também teria sido barrado no Maraca? E o drible do Mendonça no Júnior também não merece uma honraria? E a homenagem ao Garrincha no próximo jogo contra o Santos não mereceria um forte chamado da imprensa à torcida alvinegra como foi pra tal (fracassada) invasão rubro-negra no jogo com o São Paulo em pleno Morumbi?
Como botafoguenses só nos resta seguir o chamado do Gaba (no blog do movimento Carlito Rocha): SOMOS NÓS CONTRA ELES!
Estamos, e já há algum tempo, sendo convocados para uma verdadeira guerra. E que será (como sempre) longa. Os inimigos são poderosos, as chances de vitória são reduzidas. Mas lutemos pelo prazer do bom combate. Não somos uma ilha, mas também somos uma nação, um povo e chegou a hora de defendê-lo com unhas e dentes.
LUGAR DE BOTAFOGUENSE É NO ENGENHÃO!
TODOS CONTRA O SANTOS NO DIA 18/10!

“E NINGUÉM CALA ESSE NOSSO AMOR!:
POIS ESSE FOGO QUE ARDE NO MEU PEITO, NUNCA SE APAGARÁ!”

  ©2008-2009. Todos os direitos reservados. Arquibancada Alvinegra - O blog do Torcedor Alvinegro.