sábado, 18 de outubro de 2008

"O anjo das pernas tortas"


O anjo das pernas tortas
por Vinícius de Moraes

A um passe de Didi, Garrincha avança
Colado o couro aos pés, o olhar atento
Dribla um, dribla dois, depois descansa
Como a medir o lance do momento.

Vem-lhe o pressentimento; ele se lança
Mais rápido que o próprio pensamento
Dribla mais um, mais dois; a bola trança
Feliz, entre seus pés – um pé-de-vento!

Num só transporte a multidão contrita
Em ato de morte se levanta e grita
Seu uníssono canto de esperança.

Garrincha, o anjo, escuta e atende: – Goooool!
É pura imagem: um g que chuta um o
Dentro da meta, um l. É pura dança!





"Se há um deus que regula o futebol, esse deus é sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar de tudo e de todos, nos estádios."

(Carlos Drummond de Andrade)


Garrincha faria hoje 75 anos.
Eu nunca conseguiria descrever com palavras sua grandiosidade.
O que me resta é deixar o meu agradecimento, em nome de todos os botafoguenses:
Obrigada por tudo, Mané.




1 comentários:

Saulo Milleri Biral 18 de outubro de 2008 15:14  

Essa homenagem para Garrincha é muito justo. O melhor jogador de futebol que o mundo já teve.

  ©2008-2009. Todos os direitos reservados. Arquibancada Alvinegra - O blog do Torcedor Alvinegro.